SlideBar

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Dicas para ter Sucesso em uma Reeducação Alimentar!

Por ter feito uma dieta super rígida sem industrializados, leite, ovo, soja, castanha, peixe, mamão, banana e seus respectivos derivados por 10 meses, tenho muita experiência e vários conselhos para quem deseja iniciar uma dieta rígida e consequentemente uma reeducação alimentar.



Antes de tudo é importante saber o motivo desta mudança alimentar.

  • Se for por despertar da consciência ou desejo de uma vida saudável.
  • Se for por estética (emagrecer ou engordar).
  • Se for por necessidade e risco de doença

Cada motivo lhe fará encarar a dieta de uma forma diferente. Eu, por exemplo, quando iniciei a dieta foi por necessidade, estava suspeitando de alergias alimentares no meu filho e caí na dieta de corpo e alma sem tempo para pensar!

Se o motivo não for por necessidade e doença, é preciso muita determinação! Pois o fator doença nos gera o medo, que é um ótimo motivador para se manter na dieta. Portanto se seus motivos para a reeducação alimentar forem estéticos, ser saudável ou politicamente correto... deixo avisado desde já que é um processo lento, não desista nos primeiros tropeços!


Substitutos

Ter uma boa alimentação ou restrição alimentar não é motivo para passar fome ou esquecer o seu paladar. Encontre substitutos para aquelas coisas que você sente que não consegue viver sem! Eu amava requeijão, margarina e doce de leite para passar no pão. E de repente me vi privada destas coisas (inclusive do pão francês!). Claro que eu sofri, mas fui atrás de alternativas e descobri um requeijão caseiro feito de mandioca, descobri que o azeite de oliva e orégano são maravilhosos e que o leite de coco e açúcar mascavo dão um belo doce caseiro!

São as mesmas coisas? Não! No começo estranhei, me adaptei. Um ano depois posso dizer que o que eu comia por obrigação hoje virou um prazer, um hábito! Hoje eu prefiro o azeite e orégano do que a margarina!


Reeduque sua mente

Tudo começa na nossa mente. A reeducação alimentar assusta pois nos tira da zona de conforto e mexe com toda a nossa vida. Facilita muito se você enxergar como um novo estilo de vida e estiver disposto a descobrir uma nova forma de viver, conhecer novos sabores, novas receitas, sair do "casulo".

Não compare os alimentos, por exemplo um suco adoçado com melaço tem sabor diferenciado de um suco adoçado com açúcar refinado. Sempre que possível dê uma segunda chance ao alimento, pode ser que você provou com uma expectativa de ter um determinado sabor e ao não sentir esse sabor você diz que o alimento é ruim, sendo que na verdade ele é apenas diferente do que você conhece!


Pesquisar receitas

No início de uma reeducação alimentar as receitas são muito importantes pois nos dão uma direção. Se por exemplo você precisar retirar o glúten, ao ler várias receitas começará a entender como pães, tortas e bolos sem glúten funcionam.

Provavelmente os ingredientes usados nas novas receitas serão diferentes e alguns você nunca ouviu falar, por isso faça as compras, atualize sua dispensa! Não tem problema se as pessoas na sua casa comem coisas que você não pode, o problema está em você não ter o que comer! Não tem problema a geladeira ter comida pronta que você não pode, o problema está em não ter uma comida pronta que você pode!

Se constantemente você sente sem variedade ou até mesmo sem comida, é preciso urgente pesquisar e comprar alimentos diversificados que você pode comer e encontrar receitas bacanas.


Variedade de Receitas

Não fique na mesmice, aproveite a internet e aprenda vários tipos de receitas. As rápidas e práticas de fazer, as sofisticadas, as simples, as gourmet. Cada receita lhe será útil para cada ocasião, mesmo as que você ache impossíveis de fazer um dia, poderão acabar na sua cozinha.

Se sentir vontade de comer algo diferente, pesquise, será que existe essa receita? Se não existir, invente! Faça cozinhaterapia, rss, e depois compartilhe a nova receita com seus amigos.


Sempre tenha algo em mãos

A pior coisa que tem é estar com fome e não ter nada para comer, isso com certeza aumenta as chances de quebrar a dieta! Deixe em fácil alcance coisas nutritivas, como frutas, cereais, castanhas, etc. Se você sentir vontade de comer algo que não pode, encha sua barriguinha com coisas que você pode (mesmo que você não as ache tão gostosas quanto!). Depois de saciado a vontade passa, pois geralmente a vontade, principalmente por doces e carboidratos, é uma tentativa desesperada do corpo obter energia fácil!

Tenha sempre em mãos uma receita coringa, aquela rápida de fazer para não sair de casa com fome caso perca o horário. Vale a pena sempre deixar algo preparado, nem que seja congelado, eu costumo ter sempre um lanchinho à mão, odeio sentir fome!

Aqui a regra de ouro para não quebrar a dieta é sempre ter algo que possa comer por perto. Por isso a marmita é essencial sempre que sair de casa, mesmo que por pouco tempo. Imprevistos acontecem, a saidinha pode se estender, e ter uma maçã ou biscoito na bolsa ajuda muito!


Só por hoje

Conhece esse mantra? É muito mais fácil levar a vida (não apenas no quesito alimentar, mas em todos) no "só por hoje" do que pensar "terei que viver assim para sempre ou por mais não sei quantos anos". Na realidade, sobre o tempo, tudo o que temos é o agora, portanto não vale a pena se chatear ou estressar pelo amanhã, viva o agora, mate um leão de cada vez. Saboreie mais um dia vivido, aprenda com mais uma queda; tudo no agora.



Caso queira receitas APLV, sem leite, soja e ovos, visite Meu Mundo APLV!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...